Posts Marcados Com: exame.com

Hã? Como assim, existe um limite máximo tolerado de pelos de roedor em nossos alimentos?

Heinz - Sweet Amado

Heinz – Extrato de Tomate – Sweet Amado

Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicada nesta segunda-feira (18/07/2016) no Diário Oficial da União (DOU) proíbe a venda e a distribuição de um lote do extrato de tomate da marca Heinz, porque foram encontrados pelos de ratos no produto.

De acordo com a Anvisa, o laudo emitido pelo laboratório da Fundação Ezequiel Dias (LACEN-MG) detectou “matéria estranha indicativa de risco à saúde humana, pelo de roedor, acima do limite máximo de tolerância pela legislação vigente”.(Veja a quantidade de “sujeira” tolerada pela Anvisa em alimentos e bebidas)

A determinação pede o recolhimento do estoque do lote L06, com vencimento em abril de 2017. O produto é fabricado pela Heinz Brasil S.A, localizada em Nerópolis (GO).

Em agosto de 2013, a Agência também encontrou pelos de roedores em um lote de ketchup fabricado pela empresa. Na ocasião, o produto foi considerado impróprio para consumo e foi retirado do mercado.

Nota da empresa

“A Kraft Heinz Brasil informa que o caso se trata de notificação realizada em julho de 2015 pela Gerência Colegiada da Superintendência de Vigilância Sanitária de Minas Gerais, acerca de lote encontrado somente nessa região. Na ocasião a empresa recolheu as embalagens disponíveis no comércio do lote 06, validade 4/2017, de extrato de tomate da marca, não havendo qualquer contraindicação ao consumo dos lotes presentes nos mercados hoje. Em 14 junho deste ano, o processo foi dado como encerrado pela ANVISA, com a publicação no Diário Oficial da União.

A companhia declara que adota rigoroso controle de qualidade em todas as etapas da produção, desde a escolha de fornecedores, processo produtivo e distribuição final dos seus produtos. Internamente ainda possui diversos mecanismos que avaliam de forma constante suas boas práticas de fabricação dentro de um Sistema de Gestão da Qualidade próprio. A Kraft Heinz Brasil reafirma seu total respeito, transparência e compromisso com o consumidor, com o foco constante na máxima qualidade de seus produtos, comprovada e reconhecida em todo o mundo”.

Gestão de conteúdo: www.publicaconteudo.com.br / Gestão de conteúdo e posicionamento web
Fonte:
 Internet Exame.com / Sweet Amado
Site: www.SweetAmado.com.br / O lugar onde você encontrar quase tudo para sua festa

Anúncios
Categorias: Notícias | Tags: , , , , , ,

33% da Amor aos Pedaços e comprada pela fundo Mercatto

Franquia da Amor aos Pedaços

 

O fundo de investimento Mercatto comprou 33% da doceria Amor aos Pedaços. O valor do negócio não foi divulgado. As informações são de reportagem do jornal Valor Econômico.

Os recursos do novo sócio devem ser usados para intensificar o crescimento da rede de franquias. A meta, de acordo com a publicação, será de chegar a 160 lojas, cobrindo praticamente todos os estados brasileiros, até 2016, completando 250 unidades em cinco anos.

Além disso, a empresa deve finalizar o investimento de 5 milhões de reais em uma nova fábrica, na região de Cotia, em São Paulo.

O fundo de investimento Mercatto tem participação ainda na Forno de Minas e na Germania Alimentos.

A primeira loja da Amor aos Pedaços foi inaugurada em 1982. Hoje, a marca de doces tem mais de 60 unidades no país. o investimento inicial para abrir uma franquia é de 455 mil reais e o faturamento médio mensal é de 90 mil reais. O retorno do investimento é a partir de 36 meses.

Gostou desta matéria?
Compartilhe, publique no seu mural do facebook, twitter… repasse este conhecimento.

Fonte: Exame.com
Gestão de Conteúdo: http://www.PublicaConteudo.com.br / Publicação de Conteúdo e Posicionamento web
Site: http://www.sweetAmado.com.br / Doces Gourmet

Categorias: Notícias | Tags: , , , , , , , , ,

Com balas de leite artesanais, empreendedora ganha mercado

Embalagem da Balas de Leite da Vovó da empreendedora Naya Alves Correia

 

Uma receita tradicional de família que virou um excelente negócio. É o caso das balas de leite que a empreendedora Naya Alves Correia aprendeu a fazer com a mãe. Naya é proprietária da Balas de Leite da Vovó, empresa que fornece produtos para restaurantes, lojas de conveniências, padarias e cafés da cidade de Natal. O negócio tem dado certo. Em apenas oito meses depois da abertura, a produção mensal saltou de cinco para 120 quilos. Agora, a empresária já planeja ganhar novos mercados, fornecendo para outros estados, como Pernambuco e São Paulo. De acordo com a empresária, o principal ingrediente para o sucesso não é o leite, mas o carinho com que é feita a guloseima.

A empresa surgiu do desejo da empresária de ter o próprio negócio, no entanto o sonho só virou realidade no ano passado, depois que Naya Alves foi demitida de uma grande empresa onde era funcionária. De repente, passou da função de supervisora de franquias à empresária. “Costumava fazer as balas da minha mãe sob encomenda para festas de aniversário e as pessoas gostavam muito. A demanda cresceu e, com a demissão, pensei que seria a hora de abrir um negócio”, conta Naya Alves. A vontade de empreender de forma correta a levou ao Sebrae no Rio Grande do Norte, onde participou de capacitações para aprender a fazer controle de fluxo de caixa, a vender melhor e a elaborar um plano de negócio, imprescindíveis para o andamento da empresa.

Os cursos e oficinas deram uma nova visão à empreendedora, que se sentiu qualificada a lançar as balas no mercado. Investiu em embalagens, rótulos, marca e cadastro nos órgãos de inspeção alimentar. “Fiz tudo para deixar o produto pronto para a venda”. Com um investimento de R$ 5 mil, ela deu início a produção dos doces, que são feitos na residência, localizada no bairro de Emaús, em Parnamirim (RN). No começo, todo o lucro era reinvestido e, assim, o sonho se transformou em realidade.

À princípio, eram produzidas por mês 50 latinhas contendo 100 gramas do produto. Entretanto, aos poucos, os pontos de vendas foram ampliando e a comercialização ganhando força. Hoje, a Balas da Vovó já emprega uma funcionária e a produção subiu para 120 quilos por mês, o equivalente a 1,2 mil latinhas. Quantidade suficiente para abastecer mais de 20 estabelecimentos em Natal. E a expectativa é que, em breve, o produto chegue a outras cidades brasileiras, como Recife (PE) e São Paulo. “Estou em negociação para fornecer a revendedores dessas cidades”, adianta.

Na avaliação de Naya Alves, a aposta na embalagem foi certeira. “Queria um produto com uma cara mais refinada, por isso preferi a embalagem de latinhas de metal do que a de acetato. Pensei em atingir um público diferenciado”. Obtendo uma margem de lucro da ordem de 20%, a empreendedora espera ampliar gradualmente o negócio, baseando-se em planejamento e no bom relacionamento com os revendedores. Sobre o diferencial competitivo, afirma: “meu maior diferencial é qualidade do meu produto. Cada bala é feita com muito carinho”.

Gostou desta matéria?
Compartilhe, publique no seu mural do facebook, twitter… repasse este conhecimento.

Fonte: Exame.com
Gestão de Conteúdo: http://www.PublicaConteudo.com.br / Publicação de Conteúdo e Posicionamento web
Site: http://www.sweetamado.com.br / Sweet Amado – Doces Gourmet

Categorias: Notícias | Tags: , , , , , , , , , , ,

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: